Ferramentas Pessoais

LANÇAMENTO: ANÁLISE DE INSULINA NA SALIVA

Kit de Elisa para análise de insulina em amostras de saliva

ANÁLISE DE INSULINA EM AMOSTRAS DE SALIVA 

 

A insulina é um hormônio anabólico peptídico central e responsável pela regulação do metabolismo de nutrientes, como glicose e ácidos graxos, para promover sua absorção em células de gordura, fígado e músculo esquelético. Apresenta um papel fundamental na decomposição de proteínas em aminoácidos. Os níveis circulantes de insulina estimulam a oxidação da glicose celular, a glicogênese, a lipogênese e a proteogênese para manter a homeostase da glicose. São modulados pelas células beta das ilhotas de Langerhans e hormônios hiperglicêmicos como o cortisol, o glucagon e os hormônios de crescimento.

Vários sistemas, bem como as influências metabólicas e neurais co-funcionam para regular os níveis de insulina. As deficiências prolongadas na regulação da insulina têm sido associadas a de riscos para a saúde, incluindo síndrome metabólica, obesidade, diabetes mellitus, inchaço da água, pressão arterial elevada, disfunções endócrinas e níveis aumentados de compostos inflamatórios no sangue. A insulina compartilha uma correlação quase linear de 0,92 com os níveis sanguíneos em jejum e é substituto para as medidas séricas (Fabre, 2012). Durante um teste oral de tolerância à glicose, a pesquisa mostra um intervalo de 30 minutos entre a insulina salivar e o aumento nos níveis séricos de insulina (Fekete, 1993).

Referências:

  1. Fekete Z, et al. (1993). Salivary and plasma insulin levels in man. Biochem Mol Biol Int. 30(4): 623–629.
  2. Fabre B, et al. (2012). Measurement of fasting salivary insulin and its relationship with serum insulin in children. Endocr Connect. 1(2): 58–61.
  3. Hartman ML, et al. (2016). Unhealthy Phenotype as Indicated by Salivary Biomarkers: Glucose, Insulin, VEGF-A, and IL-12p70 in Obese Kuwaiti Adolescents. J Obes. 2016: 6860240.
  4. Ebbeling CB, et al. (2002). Childhood obesity: public-health crisis, common sense cure. Lancet. 360(9331):473-82.
  5. Zhao X, et al. (2016). Using Metabolomic Profiles as Biomarkers for Insulin Resistance in Childhood Obesity: A Systematic Review. J Diabetes Res. 2016:8160545.
  6. D'Adamo E, et al. (2011). Type 2 diabetes in youth: epidemiology and pathophysiology. Diabetes Care. 34 Suppl 2:S161-5.
  7. Hayashi T, et al. (2013). Patterns of Insulin Concentration During the OGTT Predict the Risk of Type 2 Diabetes in Japanese Americans. Diabetes. 36(5): 1229-1235.

 

Não deixe de acessar o site da SALIMETRICS: http://www.salimetrics.com/

Entre em contato conosco, tire suas dúvidas e peça a cotação.

http://www.sciencepro.com.br

 

 

 

 

 

 











 

 











Ações do documento